21 Março 2009

Apontamentos para uma reflexão sobre Valores || 1 ||

.
Durante os próximos dias vou colocar aqui umas ideias - quase soltas - sobre Valores. Foi para uma reflexão que me foi pedida, e o que vou partilhar por aqui são apenas algumas ideias que escrevi num primeiro momento em que me sentei a pensar sobre isso. São apenas um ponto de partida. De hoje até quinta-feira, pouquinho de cada vez. Por isso, na próxima terça não vai haver "Texto do Baú", mas na sexta teremos a nossa rúbrica habitual... E que sexta vai ser, a próxima... Garanto-vos vai ser muito boa e diferente! Está a ser preparada já há mais de uma semana! Aliás, o "Às sextas com" está a ser um sucesso por aqui. Se eu não fosse tão boa pessoa até ficava com ciúmes, EHEHEH.

Um grande abraço. SHALOM!
Espero sinceramente que estes "Apontamentos para uma reflexão sobre Valores" sejam uma coisa boa de partilhar. Até já.


# VALORES

Tudo pode começar aqui, na compreensão das palavras. Valores… Significa o que Vale, o que tem Valor, o que é capaz de ser Válido e tornar-me Válido. O Valor é o contrário do Inútil, o “sem valor”.

Valores não são “conceitos teóricos” que se têm, ainda que na prática se revelem totalmente inúteis. Se são inúteis, é porque não valem de nada nem para nada, não são Valores. E a pergunta é mesmo esta… “O que é que vale para mim? O que é que tem valor?”

Quase de certeza as respostas são diferentes se fizermos a mesma pergunta de duas maneiras diferentes. Se nos perguntam quais são os nossos Valores, e se nos perguntam o que é que para nós Vale de verdade, talvez respondamos coisas diferentes. Bem, na prática da vida, respondemos, certamente, muitas vezes…

O que é que tem Valor? O que é que conta? O que é que me toca?

O que é que entra na minha vida não pela via do raciocínio mas pela sensibilidade e pela experiência?

O que é que me afecta, ou seja, o que é que me toca a ponto de mexer com a minha afectividade? É isso ser afectado por uma realidade, é sentirmos que ela toca no mundo dos nossos afectos. É essa sensibilidade que nos diz realmente o que é que para nós é importante, ou seja, tem Valor.

Um Valor é um apelo interior capaz de me fazer procurar coisas novas, capaz de me desinstalar, capaz de me fazer ultrapassar o limiar do conforto. Esse é o Valor, é assim que conhecemos o que Vale e o que é inútil, pela capacidade que tem de nos desinstalar e pelas possibilidades que nos abre de procurarmos sempre maneiras novas e mais maduras de sermos Pessoas mais Humanas.

10 comentários:

Anónimo disse...

...desafiante.
Iniciaria sentindo que "Pessoa" tem valor para mim.Sem discriminação em nada e de nada.Vivo , existo e sobrevivo porque existem ,vivem e sobrevivem Pessoas.
Envolvo-me e deixo-me envolver para "tornar-me Pessoa" , e sendo, já sou "junto ao Outro / Pessoa"
a realização dela e minha caminham juntos.
........desde a minha própria concepção .INCRIVEL !!!Não viveria , sem o Outro !!!
Padre Rui.
.......continua desafiante.
muito rico .

Bem.

figlo disse...

É muito bonito vermos a nossa história pessoal ir mudando à medida que nos deixamos recriar pelo olhar amoroso de Deus Pai. Esse olhar perspicaz e terno, sempre pronto a reconhecer-nos valor...e assim nos ensina a descobrir o valor de todo e qualquer Homem..."Valor" , própriamente , acho que não é nada. Valor existe em relação a...Muitas vezes a nossa vida carrega uma mochila cheia de "valores" sem valor...Mas aprender a deitar fora esse carrego...ai! como doi e nos deixa "meios desasados"...ficar pelo essencial...o que é sempre válido...(multi-usos!)e que afinal até é leve, muito leve..."o meu jugo é leve...". Até logo! Glória

Mila disse...

"Um Valor é um apelo interior capaz de me fazer procurar coisas novas, capaz de me desinstalar, capaz de me fazer ultrapassar o limiar do conforto. Esse é o Valor, é assim que conhecemos o que Vale e o que é inútil, pela capacidade que tem de nos desinstalar e pelas possibilidades que nos abre de procurarmos sempre maneiras novas e mais maduras de sermos Pessoas mais Humanas."

Desculpa Rui por citar isto tudo, mas foi a melhor maneira que encontrei para dizer que há coincidências incríveis! Eu explico: Hoje de manhã,antes de nos levantar,o Victor partilhou comigo precisamente isto que acabei de citar.
Adorei escutá-lo! E mal havia de imaginar que ia encontrar aqui a mesma coisa. Eheheh, mas já não é a primeira vez que isso acontece, porque será? Sintonia?! Transmição de pensamentos?!
Deus é BOM!!!

Moçambicano disse...

Caríssimo Amigo P.e Rui:

A "Caminhada" parece-me interessante... e Urgente.

E é de facto no seio de um Grupo de Amigos, que faz sentido falar sobre Valores.

Se não existe a Empatia "a priori", tudo o resto pode converter-se numa "conversa de surdos"... .

Neste caso, não. Existirá decerto a vontade de todos nos "questionarmos" sobre os nossos Valores, até que ponto o são na realidade, e até que ponto nos sentimos capazes de os adoptar, aconchegados por esta "Comunidade Virtual".
Porque, tal como a Fé, os Valores só se vivem plenamente em Comunidade.

Bom Fim-de-Semana a Tod@s!

SHALOM!

Moçambicano

@uror@ disse...

Como sempre tento andar sempre na companhia de um bom livro.
Alguns anos atrás,numa das travessias do Barreiro-Lisboa,estava a ler uma das mini-colecções de A-Ortega Gaisan ,cujo título são Valores Humanos (4 livros).
Quando sou confrontada com um senhor que ao meu lado,perguntou onde tinha comprado o dito livro,pois de soslaio lhe chamou atenção....
Indiquei-lhe o sítio onde os poderia encontrar.

No prefácio deste autor,está escrito algo que com o passar dos séculos é verdadeiro.
LEITOR: ponho na tua mão,um magnífico livro de formação:VALORES HUMANOS.
Repara: a ciência tem-se agigantado,mercê da inteligência dos homem, penetrando nos mistérios da natureza.É ver a potência dos foguetões e da energia nuclear!
E apesar de tudo,uma contradição! Há hoje uma profunda crise de VALORES HUMANOS.
O homem conquista o mundo por fora,mas parou,estagnou na conquista do «seu» mundo de dentro.
O homem quer ser livre-mas vai forjando,as grades de sua própria prisão.E vamos lá entender esta lógica dos homens!...
Ora, nós não somos apenas este corpo que se vê e apalpa.Somos também espírito:um conjunto de lama e des estrelas....Logo,a vida humana,perfeita,total ,só se completa com o sobrenatural.
Só a vida do espírito nos dá uma visão rectilínía dos problemas humanos,horizontes eternos.

Alice Claro disse...

Valor...Hum... Rui, esta é fácil... é o resultado positivo final de uma pós-graduação em perdas, inseguranças, necessidades e desamparos... :)

Já agora... a luz não vence o escuro nos buracos negros :) mas também lá não há matéria por isso se forem para lá as trevas todas a gente até agradece,não?

Muito bom.... espero pelos próximos capítulos!!!!!

SHALOM

Anawîm disse...

Valores... o que é que nos move... o que nos faz levantar em cada manhã e termos mesmo vontade de estar vivos.
Valores... o que nos pode fazer viver, em vez de sobreviver.

Se me permitirem, gostava de dizer à Alice que essa questão dos buracos negros é uma delícia... eheh...
Eu não sei se a luz é vencida, porque o facto de não a vermos não quer dizer que ela esteja apagada nesse fortíssimo campo gravitacional.
O que o buraco negro faz é tornar invisível aos nossos olhos aquilo que atrai para o seu centro, no fundo no fundo, ele não deixa é que a luz saia de dentro de si de nenhuma maneira.
Ui o que esta conversa daria para falar, comparando-a com a vida...
Um abraço Alice

Um abraço Rui Santiago. Que tema tão fundamental, tão importante!

Rui Santiago disse...

Ai o caraças, Alice, EHEHHEHEHEHEHEH.

Pronto, tens razão... até a luz é tragada pelos buracos negros, mas onde desaparece a matéria não conta!

Assim não brinco!

EHEHEHEHEHEH

Um Abraço a TODOS!

SHALOM

filomeno2006 disse...

Valores Humanos, de Alejandro Ortega Gaisán, gran libro

Paulo Silva de Pombal disse...

Aurora,
peço desculpa intrometer-me neste vosso tema, que me parece muito interessante, mas sabe dizer-me onde poderei encontrar a colecção de Valores Humanos de Gaisán, à venda em Portuga? Obrigado.
Paulo